Política G1 - Política

AGU vai investigar se 'redes de desinformação' atuaram para espalhar fake news sobre crianças na Ilha do Marajó

O ministro da Advocacia-Geral da União, Jorge Messias, afirmou neste sábado (24) em uma rede social que o órgão vai investigar se "redes de desinformação" atuaram para espalhar informações falsas sobre a situação de crianças na Ilha do Marajó, no Pará.

Por André Miranda

24/02/2024 às 14:03:29 - Atualizado h√°
O ministro da Advocacia-Geral da União, Jorge Messias, afirmou neste sábado (24) em uma rede social que o órgão vai investigar se "redes de desinformação" atuaram para espalhar informações falsas sobre a situação de crianças na Ilha do Marajó, no Pará.

A investigação, segundo Messias, será coordenada pela Procuradoria Nacional da União de Defesa da Democracia.

"Determinei à PNDD que atue imediatamente na identificação de redes de desinformação, que criam desordem informacional sobre a Ilha de Marajó. Os marajoaras merecem respeito e um tratamento digno de todo o Poder Público", escreveu Messias.

"O Governo Federal está empenhado em apurar denúncias sérias para desarticular redes de tráfico humano e exploração sexual e infantil em todo o território nacional. Protejamos as nossas crianças sem a propulsão de notícias falsas!", prosseguiu.

O ministro dos Direitos Humanos, Silvio Almeida, também comentou o tema na rede social X (antigo Twitter).

"É isso, ministro Jorge Messias. Não vamos permitir a difamação de uma região por oportunistas que se valem de um grave problema nacional como o da proteção de crianças e adolescentes para alavancar interesses políticos ou financeiros", escreveu.
Comunicar erro

Coment√°rios Comunicar erro

O Jornal

© 2024 Copyrigth 2023 - O JORNAL, todos os direitos reservados.
Avenida 9 nº 625 - Sala 8 - Centro - Rio Claro - SP

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

O Jornal